Influência da Liderança


A INFLUÊNCIA DA CULTURA ORGANIZACIONAL NO DESENVOLVIMENTO DAS LIDERANÇAS

O desenvolvimento das lideranças recebe influência de diferentes aspectos, inclusive da cultura organizacional. A cultura organizacional é o conjunto de hábitos e crenças estabelecidos através de normas, valores, atitudes e expectativas adotadas pelos colaboradores dentro da organização. Com base no significado de cultura organizacional, podemos dizer que esta influência modifica no desenvolvimento e no comportamento das lideranças.Dessa forma podemos verificar, como a cultura organizacional pode influenciar no desenvolvimento das lideranças e trazer benefícios positivos para a organização.

A cultura organizacional é um dos fatores básicos para um bom desempenho organizacional. Com a globalização ocorreram várias mudanças que despertaram a reavaliação de premissas culturais, o que desafia as organizações, causando grandes preocupações em como lidar com as diferenças culturais. As mudanças do ambiente externo exigem que as organizações busquem continuamente respostas rápidas e eficazes para estas transformações, pois faz-se necessário uma adequação ao senário para que não venha ter prejuízos futuros com as mudanças drásticas que vem ocorrendo com o mundo globalizado.

Embora a cultura de uma organização se desenvolva a partir de elementos históricos e ambientais, o papel das lideranças nesse processo é imprescindível, pois os líderes têm o poder de influenciar seus liderados e quando as lideranças conseguem se desenvolver de forma positiva isso reflete no desempenho da organização e no crescimento dos demais colaboradores.Uma vez que a cultura é uma ferramenta de controle e que são desenvolvidas evoluções nos modelos de gestão organizacional, com inovações tecnológicas de gestão, bem como novas formas de controle e novos formatos culturais, a liderança, como parte do processo organizacional acompanha essas transformações. As organizações buscam utilizar-se de uma ferramenta apontada por diversos autores como arma fundamental para o bom desenvolvimento: a atuação dos líderes nas organizações, visando articular e conduzir, através de aspectos culturais, o cumprimento de objetivos e metas que deixam transparecer que a aprendizagem em grupo reflete os valores da organização e permite o desenvolvimento de toda a equipe, inclusive das lideranças.

Ao analisar a cultura organizacional é importante frisar a figura da liderança que está intercalada com a formação, evolução, transformação e destruição da cultura. A cultura é criada primeiramente pelas ações dos líderes e deve ser inserida e fortalecida por cada um dentro da empresa. A cultura organizacional exprime a identidade da organização e é construída ao longo do tempo e passa a impregnar todas as práticas dos demais membros.Os líderes são peças fundamentais para a conquista dos resultados através do desempenho dos seus liderados e devem estar focados nos valores e princípios pois estão à frente de equipes de trabalho.Podemos dizer que a liderança faz parte de um processo contínuo de escolhas que permite à empresa caminhar em direções à sua meta, apesar de todas as influências e mudanças internas e externas Kotter e Hesketel (1994) afirmam que as lideranças devem estar atentas às mudanças e que através dos valores é preciso ajudar às empresas a adaptarem-se a um ambiente competitivo e mutável. Com o avanço das tecnologias e as crescentes mudanças faz com que as lideranças se tornem cada vez mais crucial para as organizações a medida que representa o elemento propulsor de mudanças e força básica por traz de mudanças bem-sucedidas e desta forma atinjam os objetivos e metas almejadas. Sem liderança, a probabilidade de ocorrência de erros aumenta muito e as chances de êxito reduzem-se na mesma proporção (KOTTER, 2012). Dentro do contexto apresentado a liderança possibilita a cooperação anula os conflitos e contribui para a inovação exercendo um papel globalizado muito necessário em uma época de organizações virtuais que mantem as pessoas próximas mesmo sem estarem fisicamente juntas (VERGARA, 2003). Desta forma, a liderança associa-se à estímulos e incentivos que promovem a motivação dos colaboradores para o alcance dos objetivos comuns apresentando papel relevante nos processos de formação, transmissão e mudança da cultura organizacional. De acordo com Schiein (2001), os perfis dessas lideranças juntamente com suas características pessoais e traços de personalidade poderá influenciar de diferentes maneiras o comportamento da organização em várias dimensões.

Marshall (2003) diz que liderança é a habilidade de influenciar outras pessoas a realizarem feitos comuns e está voltada a fazer as coisas certas. Assim a liderança deve ser envolvida por líderes que se baseiam em princípios de tal maneira que passa ser visto como modelo na organização, para que um líder sirva de modelo enquanto pessoa precisará atentar para seu caráter e sua competência que representarão seu potencial de liderança (COVEY,1996).A cultura oferece um forte impacto sobre a liderança principalmente sobre as filosofias do líder e o estilo comportamental que apresenta aos demais colaboradores e seguidores da liderança (MARSHALL, 2003).

A liderança desenvolve-se conforme uma situação específica dependendo das tarefas a serem realizadas e das características dos seguidores ressaltando que as organizações têm necessidades e problemas distintos em estágios diferentes da sua evolução.Os valores e princípios do líder acabam por impregnar os modelos mentais dos colaboradores. Tudo isto faz parte de um processo de construção de cultura organizacional, entretanto, mostra como as lideranças podem se formar dentro de uma empresa, pois o líder pode desenvolver seus colaboradores somente conforme sua forma de pensar e agir, ou pode ainda deixar que os seus seguidores o tomem como exemplo de maneira natural e informal ou então contratar somente pessoas com a sua forma de pensar, facilitando a uniformização de filosofias (SCHEIN,1996).

Conforme o tipo de empresa e a cultura vigente o desenvolvimento dos líderes é mais árduo e forçado ou mais natural e harmônico. Desta forma, para a criação de um ambiente facilitador ao crescimento dos colaboradores a líderes, considerando um desenvolvimento natural e harmônico e sob a análise de uma cultura geográfica, é preciso que exista uma estrutura de coletivismo, ou seja, direcionada à democracia. Além deste aspecto genérico, as lideranças já existentes devem exercer funções de agentes de mudança e atuarem de maneira a serem percebidas por todos como lideranças desempenhadas por pessoas idôneas e comprometidas com a organização.

A cultura organizacional influencia o ambiente físico e subjetivo da empresa, de maneira que quando o líder formal já estabelecido manipula a cultura para a criação de um ambiente de desempenho e inovação, abrirá a oportunidade para as pessoas sentirem-se confiantes e validadas por uma estrutura de reconhecimento e tornarem-se com iniciativa e vontade de participar das mudanças e influenciar o positivo desempenho da organização, seja pelo fato do reconhecimento formal e/ou informal a ser aplicado, ou seja, pelo fato de estarem comprometidas com o grupo. A partir deste ponto, as pessoas, possuem mais autonomia, já iniciam um desenvolvimento para liderança de maneira natural, onde a preparação gradual da cultura e valores adequados são trabalhados consciente e conjuntamente com a aprendizagem também da organização enquanto empresa.


37 visualizações0 comentário